(11) 2243-2399 (11) 94231-5509 [email protected]
A Importância da Água para as Crianças
A importancia da agua para crianças

A Importância da Água para as Crianças

As aulas de ciências na escola nos ensinaram sobre a água e sua extrema importância para a sobrevivência. Elemento que está presente em três quartos de nosso planeta e compõe 65% do corpo humano. O bebê vem ao mundo com cerca de 79% de água e quando criança, passa a ser composto por 60 a 65% de água. Escutamos também que nosso organismo necessita tanto desta substância, que não conseguimos sobreviver mais que três dias sem a ingerir.

Assim como as crianças são instruídas na escola sobre a existência e importância da água, precisam ser ensinadas pelos pais desde pequenas em casa a se hidratar constantemente. Indica-se na idade de 1 a 10 anos beber um litro e meio de água por dia e dos 11 aos 18, dois litros.

Eis algumas das vantagens da ingestão de água pelo corpo humano:

– Limpeza de toxinas;

– Auxilia no metabolismo;

– Evita prisão de ventre;

– Melhora a circulação;

– Contribui para o bom funcionamento do cérebro, como no sistema cognitivo;

– Evita cãibras;

– Equilibra a temperatura do corpo.

– Bom funcionamento dos rins, evitando pedras.

Quanto aos problemas que a ausência dela pode ocasionar, pode atrapalhar o desempenho do coração por diminuir a quantidade de sangue, dar dores de cabeça, cansaço, tontura, sensação de fraqueza, aumento de colesterol, envelhecimento precoce e até levar à morte.

Perdemos água diariamente de diversas formas, ao urinar, defecar, suar e pela respiração. Necessitamos repor esse líquido, portanto, beber água deve ser um hábito desde a infância.

Como ajudar a criança a beber água

Quando a criança estiver acordada, ofereça água diversas vezes, em especial nos dias quentes. Com as frequentes brincadeiras durante o dia, correndo para lá e para cá, não querem parar para nada, nem beber água, nem urinar. Interrompa-a e pergunte se quer ir ao banheiro ou beber água.

Na escola, para que se torne um hábito, deixe o bebedouro acessível. Isso pode ser colocando-o em um lugar visível e escolhendo um bebedouro específico para crianças. O bebedouro infantil atrai a criança por meio de suas cores chamativas e design característico, que deixa transparecer que o equipamento foi construído para o uso dela.

Muitos adultos sofrem por não possuírem inúmeros hábitos importantes desde a infância. Na educação dos pequenos é necessário desenvolver a autonomia e a independência, para que aprendam a realizar as atividades sozinhos, adquiram interesse e descubram que são capazes de desempenhá-las.

O ponto de equilíbrio entre a proteção e a liberdade é a chave para ensinar as crianças. Para isso é preciso a atenção às necessidades que esta possui, para notar as situações em que a independência é propícia. Se a professora executar as atividades a todo instante para a criança, isto poderá prejudicar o desenvolvimento dela, pois sempre estará na zona de conforto esperando que alguém realize.

Em razão disso, os pais devem aos poucos permitir que os filhos executem pequenas atividades, como por exemplo no caso da água, pegando a criança pela mão e levando-a até o filtro, mostrando como mexer e deixando disponível um copo de plástico. E na escola, onde a criança passa a maior parte do dia e onde sente muita sede por se exercitar bastante, a professora deve levá-la até o bebedouro e dizer que ela pode se dirigir até lá quando quiser, sem precisar de auxílio. Por isso a extrema necessidade em a escola possuir um bebedouro para criança e este ser um bebedouro escolar seguro, para evitar acidentes com um equipamento que não seja específico e ofereça riscos. Algo essencial também é instrui-la de que não deve beber somente quando sentir sede, pois a sede já sinaliza que seu corpo está sem água, mas beber diversas vezes para não chegar a sentir sede, ou seja, não desidratar.

Incentivar a criança a praticar tarefas trará segurança quando precisar fazer algo e estiver sozinha ou na presença de outras pessoas que não sejam os pais. Quando for uma tarefa nova, acompanhar o passo a passo e ir olhando até que consiga executar por si própria. Se ela sempre for criticada quando errar, terá receio de tentar por medo de não alcançar a “perfeição” dos pais. Alguns exemplos de afazeres podem ser: amarrar os sapatos, organizar coisas, trocar de roupa, escolher o sabor de uma sobremesa, tomar banho, arrumar a cama, guardar objetos, comer sozinha, colocar a mesa, etc. Fará com que se sinta apta e participante do meio em que vive.

Os professores e pais precisam de tempo e paciência com as crianças. As diversas tentativas até que aprendam realmente a fazer exige persistência, por isso a pressão e a pressa não a ajudarão no aprendizado. A independência dará à criança o desenvolvimento de habilidades relevantes como a responsabilidade, criatividade, coordenação motora, disciplina, organização, raciocínio lógico.

Todos os dias novos desafios surgirão. Deixar a criança fazer escolhas ou tomar pequenas decisões incentivará a autonomia dela. E quando o resultado não for positivo, ensine-a a lidar com a frustração, não a repreendendo por ter errado, mas dizendo que é normal e que outras oportunidades para que acerte virão.

Deixe uma resposta

×

Carrinho

WhatsApp chat Fale com nossa equipe de vendas